----

Sejam bem vindos ao Meu Mundo Subjetivo!

domingo, 22 de março de 2015

Noite prateada







Ainda tinha algo de azul no céu
Tons multicores pincelava seu corpo
O dourado riscava as águas calmas
Na escuridão daqueles olhos mergulhava
O dia enegrecia, devagar se despedia

As nuvens se desfaziam
A brisa da noite nos saudava
Mãos escorregavam, o beijo se alongava
Olhos suplicantes me admiravam
Gemidos me ensurdecia, nada mais sabia

Obedecia às suplicas de minha amada
A noite virou dia, a lua nos espiava
Em tons prata mordiscava as águas
Que mansamente beijavam a areia
Iluminando minha sereia deitada


....Frag-men-tos....Meus....