----

Sejam bem vindos ao Meu Mundo Subjetivo!

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Conto 3 ( 2ª Parte)

Um tapa na cara



Jonas é um homem com pensamento livre, acredita poder amar qualquer mulher. Um amor de momento. Sem compromissos, sem explicações. Embora, seus conceitos entraram em conflito quando Amanda apareceu em seu caminho.
De repente, Jonas se viu preso ao carinho dela. Seus sentimentos mais puros são somente dela.
Percebeu que tem medo de fracassar mais uma vez num relacionamento sério, até porque vem de dois relacionamentos que terminou de forma um tanto dolorida, em cada um deles nasceram filhos que não têm a presença do pai como deveria ter. Dois filhos do primeiro "casamento" e uma filha do segundo. Todos adolescentes ( 19,17 e 15) e criados da melhor maneira que a situação permite. Ele sente-se incapaz de amar verdadeiramente.
A chegada de Amanda o deixou amedrontado. Pois ela é treze anos mais nova, tem uma menina com seis anos, estuda História e trabalha num restaurante, separada e linda. Tem sonhos e ele não quer impedi-la de voar alto para realizar seus mais profundos desejos.
Era para ser somente um momento, mas Amanda é admirável, fogosa, simples, linda. Aliás, sua simplicidade é o que mais o atrai. E Jonas é do tipo que não gosta de ser contrariado, não quer se prender, não gosta de dar explicações, detesta cobranças. Porém, um relacionamento pede explicações, o tempo todo.

"Oi gata!"
"Anda sumido menino malicioso!"
"Verdade, mais se quiser a gente pode se ver ainda hoje..."
"Hoje não posso gostosooo...marque pra...sexta..."
"Depois de olhar aqui meus compromissos de trabalho te ligo pra confirmar, certo?"
"Tudo certo e vê se não vai me dá bolo!"
"Que isso gata, não sou disso!"
"Pare de se enganar garanhão...pra cima de mim!"
"Somos adultos e você gosta..."
"Gosto muito e você é todo safadão!"
"Até mais tarde gata manhosa!"
"Te espero menino safado..."

Depois de desligar o celular, Jonas trocou o chip e ligou para mais uma moça, garantiu a companhia de logo mais, assim que saísse do trabalho iriam a um motel. Depois de um dia de correria, precisava se dar ao desfrute com uma linda gata. Era no que acreditava.
Olhou o computador, antes de desligar, resolveu abrir um álbum entitulado "Gente Importante" e nele viu seus filhos, familiares, amigos e Amanda. Isso mesmo! Ela faz parte de sua vida e circula no núcleo principal.
Ficou algum tempo revendo cada foto e sempre se demorava nas fotos de seus filhos e nas de Amanda, nas que estavam juntos e numa onde ela aparece sozinha à beira-mar, sentada na areia vestida de short e camiseta. Simplicidade que o encanta desde a primeira vez que a viu. Uma mulher jovem, sofrida e cheia de sonhos, no auge dos seus vinte e nove anos.
Terminado o momento nostálgico, ele escreveu uma mensagem de texto, selecionou vários números no celular e enviou. Terminada a ação ligou novamente para a moça com quem marcou o encontro, avisando que estava indo busca-la.
Antes de entrar em seu carro, recebeu uma mensagem de Júlia que dizia: "Cuidado antes de enviar seus SMSs, pois não sou uma de suas 'namoradas'. Se cuida menino abestado!"
Jonas riu com a brincadeira de sua filha, pegou o celular e reviu os números selecionados: Amanda também recebeu a bendita mensagem! Estava em apuros, resmungou consigo mesmo: "Sou mesmo um vacilão..."

"E então garanhão, vou mesmo levar mais um bolo?!"
"Só se for pra comer comigo!"
"Huuuuummmm...ideia tentadora, por isso amo você."
"É mesmo?"
"Venha logo...é sua última oportunidade!"
"Em cinco minutos chego mocinha apressada!"
"Te conheço safado gostoso!"
"Só mais um pouco e a gente cai na farra..." 
"Não vejo a hora...você não presta e eu te adoro!"
"Ainda bem princesa fogosa!"


....Frag-men-tos....Meus....