----

Sejam bem vindos ao Meu Mundo Subjetivo!

domingo, 3 de agosto de 2014

Primeiro Ano Subjetivo



Caderninho de papel... guardava poesias

Sonhos e fantasias que eram só minhas

Nunca imaginava mostra-las para alguém

Brincando de escrever,  ser conhecida

Mantendo-as escondidas, quase esquecidas

Um dia o caderninho virou notebook

Foram publicados seus contos e versos

Nesse mundo virtual de novidades

Interação é imaginação...

Traz satisfação, incompreensão, decepção

Neste caderno subjetivo prevalece a emoção

Tudo é como se percebe aos olhos de quem ver

Pense tudo, fale tudo, mas cuidado no dizer

Muitos gostam e dão calorosas respostas

Ao que antes acreditei que ninguém fosse ler

Meu mundo subjetivo tem um pouco de mim

Somado ao muito que aprendo com você

Sou eu, você e a vastidão dos sentimentos

Falo ao planeta ouvindo os sons do teclado


Caderninho que há um ano ganhou o mundo

 Nas páginas da web
Multiplica os sonhos de quem o escreve




....Fra-men-tos....Meus....